Slide1.JPG

Reestruturação financeira

 

Qualquer empresa, possuiu a sua missão social, de atendimento das necessidades da população, além disso, existe também um objetivo básico, que é a busca de lucratividade e de estabilidade financeira e isso é essencial para que a empresa possa continuar em suas atividades. As empresas precisam ter entrada de capital maior do que a saída de dinheiro, gerando assim o lucro necessário para os pagamentos aos fornecedores, aos empregados, às contas de consumo, tributos, à sobrevivência dos sócios e, evidentemente, reservas para novos investimentos.

 

O controle sobre o movimento financeiro deve ser feito tanto para as grandes corporações e também para as micros, pequenas e médias empresas, onde normalmente, este controle é uma tarefa das mais simples, podendo ser acompanhando através de uma planilha ou duas, porém, à medida que a empresa se mostre mais complexa, também mais complexos se tornam os meios para manter o controle e identificar as causas de um desequilíbrio financeiro.

 

O desequilíbrio financeiro pode ocorrer em todos os tipos de empresas, independentemente do tamanho e a causa podem se originar em diversos processos, como matéria prima, mão de obra, logística, apresentando números que não estão satisfazendo a necessária captação de recursos para viabilizar todos os pagamentos.

 

Para qualquer tipo de negócio, trata-se de uma situação que precisa encontrar rapidamente a solução, através de controles mais rígidos, com conhecimento de toda a movimentação financeira, como o fluxo de caixa e de bancos, contas a receber e a pagar e processos de fabricação ou comercialização.

 

Usando o plano de negócios na reestruturação financeira

 

Uma estratégia útil para aplicar a reestruturação financeira na empresa é a adaptação do seu próprio plano de negócios, avaliando o desempenho da empresa e encontrando formas de manter o equilíbrio entre entradas e saídas.

 

Nesta tarefa é preciso resgatar o plano de negócios e atualizar os dados ali contidos, focando-se principalmente na parte financeira, buscando respostas para as questões que estão se tornando problemáticas para o bom andamento econômico, como:

 

  • Saber as principais fontes de entrada de capital e encontrar meios para manter a lucratividade da empresa ou aumentá-la;
  • Conhecer os meios por onde está saindo o capital da empresa e buscar os meios para reduzi-los, criando metas e prazos para essa redução, com vistas a criar um ponto de equilíbrio entre entradas e saídas;
  • Verificar se há algum processo que está gerando custos excessivos e determinar pontos que possam ser otimizados para reduzir os gastos.

 

Fazer a reestruturação financeira através de empresas especializadas

 

Independente do tamanho da empresa e de sua situação econômica e financeira, é aconselhável a contratação de uma Consultoria para fazer os levantamentos necessários e conduzir um plano de reestruturação, contemplando todas as áreas que precisem de otimização e de redução de custos, além de voltar-se para a implantação de um novo plano de negócios para tornar viável o crescimento empresarial.

 

Dentro de um plano mais complexo de reestruturação financeira, uma Consultoria poderá criar condições para:

 

  • Confecção do diagnóstico completo da situação atual da empresa e identificação das causas reais do desequilíbrio financeiro, como custos, despesas, passivos e ativos, incluindo a capacitação dos gestores;
  • Criação de uma estratégia geral de recuperação através de replanejamento e reorganização dos processos internos;
  • Recuperação financeira, quando for o caso, elaborando um plano de renegociação de dívidas com fornecedores de forma amigável ou através de recuperação judicial;
  • Adequação de custos, calculando despesas e investimentos em processos industriais, mantendo um custo padrão para a projeção de custos e resultados;
  • Assessoria para a busca de recursos que possam estabilizar a situação econômica da empresa, com a implantação de um plano de busca de equilíbrio do fluxo de caixa;
  • Implantação de um fluxo de caixa compatível com a situação da empresa, buscando os meios para manter o equilíbrio e buscar meios de aumentar a lucratividade.

 

Todas as empresas, evidentemente, têm o seu próprio plano de negócios e um momento diferente de qualquer outra, o que exige uma análise completa de sua atual performance para o estabelecimento de uma reestruturação financeira.

 

A contratação de uma Consultoria, portanto, é o melhor caminho para buscar, no primeiro momento, o equilíbrio entre as entradas e saídas para, em seguida, aumentar a lucratividade e encontrar os meios para a manutenção de uma situação que possibilite o crescimento e planejamento para novos investimentos, criando condições para que a empresa mantenha o seu objetivo social e sua vocação financeira.

 

 

 

Março/2020